Buscar
  • Marcio Nascimento

Segurança da Informação: 5 dicas para proteger a sua empresa

Atualizado: Mai 11

A segurança da informação passou a ser um ativo de grande valor para as companhias. Uma das razões é que o cuidado com as informações corporativas e dos clientes se tornou fundamental para uma marca conquistar o respeito do público-alvo e credibilidade.


No Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é mais um exemplo de como as empresas precisam ter uma grande responsabilidade ao administrar as informações. A partir de agosto de 2021, o desrespeito a essa legislação será motivo de multas que podem chegar a R$ 50 milhões ou a 2% do faturamento.





Neste artigo, vamos mostrar 5 iniciativas que vão contribuir, de maneira muito positiva, para a sua corporação estar mais protegida. Confira!


1. Adote uma política de backup

O planejamento é peça-chave para a segurança da informação ser executada com base nas melhores práticas. Uma prova consiste na implantação de uma política de backup, responsável por criar um ambiente favorável para haver a cópia periódica de dados institucionais importantes.


É vital que essa política leve em consideração as informações sob a responsabilidade da empresa. Dessa maneira, é possível separar os dados e definir os momentos em que eles terão cópias de segurança, de acordo com as prioridades do negócio.


2. Invista nas melhores soluções

Não é fácil optar pelas alternativas mais qualificadas para elevar o nível de segurança da informação. Esse é um dos motivos que colaboram para muitas marcas optarem pelo outsourcing de TI.


Ao terceirizar a gestão de Tecnologia da Informação, um empreendimento terá a garantia de que vai contar com recursos avançados, como os melhores antivírus e firewalls do mercado, para combater as ações de cibercriminosos. Afinal, é obrigação do fornecedor ter dispositivos atualizados para prevenir os ataques e impedir o roubo ou o vazamento de dados.


3. Fique atento às atualizações

Contar com as melhores soluções do mercado é um bom caminho para manter uma companhia mais protegida contra os hackers. Por outro lado, esse é apenas um procedimento para minimizar, ao máximo, as vulnerabilidades em sistemas e redes que podem ser exploradas por criminosos do mundo virtual.


Por isso, é válido ter o apoio de um suporte qualificado para verificar, com exatidão, o momento certo para atualizar equipamentos e sistemas. Isso é essencial para o ambiente de TI estar o mais seguro possível.


4. Coloque em prática a política de segurança da informação

Não basta investir em equipamentos e sistemas para combater os cibercriminosos de maneira inteligente. Uma iniciativa bastante válida é efetivar uma política de segurança da informação que seja devidamente compreendida e assimilada por todos os funcionários.


Com regras claras e de fácil aplicação, as chances de hackers encontrarem brechas para roubar dados corporativos se reduzem de forma considerável. É um aspecto que não pode ser ignorado em hipótese nenhuma.


5. Priorize treinar os colaboradores

Uma política de segurança da informação e os investimentos em TI somente vão proporcionar os resultados previstos, se houver uma capacitação periódica dos funcionários com foco na prevenção do cibercrime.


É fundamental contar com treinamentos que orientem os empregados a minimizar os riscos de incidentes de segurança. Também é indicado que eles sejam instruídos a informar rapidamente para o setor competente na companhia as situações que coloquem os dados corporativos em risco.


Esses procedimentos devem ser aperfeiçoados periodicamente para a segurança da informação ser de alto nível. Além disso, é recomendado contar com um parceiro de TI que adote boas práticas e minimize as possibilidades de roubo ou vazamento de dados institucionais.


Se deseja ter menos riscos no ambiente de TI, entre em contato com a equipe da Start. Estamos à disposição para o seu negócio ter mais eficiência e credibilidade!


15 visualizações0 comentário